https://3.bp.blogspot.com/-KhUNRxdcyvI/WZYY5VeLa9I/AAAAAAAAA70/SM_0W1SvLrEBKP6IBESXG9u9E9DmQoqvwCLcBGAs/s1600/Clio%2BLidy-estetica1.jpg />

Flacidez corporal e facial como cuidar?

Tratar flácidez,tirar flacides,tratamento,rosto,flácido

Esse pesadelo estético pode aparecer de diferentes maneiras no nosso corpo e no nosso rosto: após dietas rígidas (quando a pessoa perde muito peso rápido), depois da gravidez ou com a idade avançada. Não tendo como evitar (um dia ela vai chegar, faz parte da vida) pelo menos temos que minimizar e retardar ao máximo o seu aparecimento. Para começar é importante: exercícios físicos, boa alimentação, proteção ao sol, tomar bastante água, dormir bem e evitar hábitos de vida que envelhecem (como cigarro e alcool).

Existem dois tipos de flacidez Corporal e facial :
Muscular (Músculo): profunda proveniente do desgaste das fibras musculares. Para a flacidez muscular o melhor tratamento são os exercícios físicos, especialmente a musculação e os exercícios localizados, uma dieta balanceada rica em proteínas que é o principal ingrediente para os músculos; associada com a corrente russa potencialisa os resultados. Quanto ao rosto, a isometria também pode ser feita e possue rápido resultado.

Tecidual (pele): superficial que resulta na desorganização progressiva das fibras de colágeno e elastina presentes na pele. Ambas podem ocorrer ao mesmo tempo (o mais comum) ou de maneira isolada.
Neste tipo de flacidez em casos não extremos, pode-se realizar tratamentos estéticos com produtos firmantes e estimulantes das fibras de colágeno e elastina. Estas técnicas são realizadas junto a eletroterapia, Mesoterapia sem agulhas, laser, peeling, isometria, modelagem manual e crioterapia.

Tratar flácidez,tirar flacides,tratamento,corpo,flácidoRedobrar os cuidados para não aparecer aquelas gorduras localizadas; são essas gorduras localizadas que fazem qualquer flacidez aparecer com maior intensidade ou menor, toda essa flacidez aparece com a falta de exercícios e consequentemente esticando a pele além do que aguenta.

Outra solução neste tipo de flacidez, especialmente para quem não tem flacidez exagerada, é realizar tratamentos estéticos com produtos firmantes e estimulantes das fibras de colágeno e elastina. Estas técnicas são realizadas com eletroterapia, mesoterapia sem agulhas, laser, peeling, isometria, ionização e crioterapia.
Fazer acompanhamento a domicilio também ajuda acelerar os procedimentos feitos na clinica, onde a dosagem de principios ativos firmantes são altos na clinica, e em casa dosagem baixa para complementar.

Conclusão:
Se o músculo está flácido, a pele também aparenta flácida, porém se a pele está flácida e o músculo tonificado, então a aparência não é tão evidente. A pele tem um tecido e o músculo é outro. O músculo espessa ou “cresce” conforme os exercícios, já a pele não.

A flacidez muito grande que é o excesso de pele (geralmente pessoas que perderam muitos quilos) respondem apenas aos tratamentos cirúrgicos. Tudo dependerá do grau da flacidez mas, nem todos os casos são resolvidos com o ato cirurgico. Existem técnicas de tratamentos estéticos aqui citados que podem proporcionar efeitos satisfatórios e duradouros.